segunda-feira, 13 de julho de 2015

Miss USA 2015


O Miss USA 2015 chegou ao fim com a vitória da Miss Oklahoma, Olivia Jordan, uma das grandes favoritas à coroa nos HP. Ela, que já era uma veterana, havia sido também a Miss US no MW 2013, entrando, assim, para a história como a primeira miss americana a representar os EUA nas versões World e Universo. Outro marco histórico do concurso foi a primeira classificação do estado de Delaware. Renee Bull seguiu até o Top 10 e, de quebra, levou o Miss Simpatia.

Leia mais


O concurso de 2015 também ficou marcado pela polêmica histórica criada por Donal Trump ao se lançar candidato à presidência dos EUA: "o México só nos manda o pior. Se for eleito, mandarei construir um muro entre os dois países". Ele ser referia aos imigrantes mexicanos ilegais nos EUA (ou parte deles), mas para muitas pessoas ele apenas demonstrou seu lado xenofóbico. Resultado? A NBC (sócia de Trump na MUO) desistiu de transmitir o MUSA, que teve que procurar outra casa: conseguiu apoio numa pequena TV a cabo, a Reelz (leia toda polêmica aqui). Houve também uma tentativa de apoio ao concurso com a campanha Save de Sash no Twitter, mas em 10 dias a iniciativa não conseguiu sequer 300 seguidores. A MUO e seus concursos na berlinda? Certamente nada será igual na MUO enquanto Trump continuar como um dos sócios.
Mas vamos ao que interessa: o MUSA 2015. Considerado um concurso fraco em belezas faciais, as favoritas parecem, antes, resultado da influência da recente tradição de seus estados no concurso: R. Island (que teve Olívia), Nevada (de Nía) e Texas, esse já com tradição mais antiga. Na única casa de apostas que abriu uma disputa para o concurso, esse é o Top 5: R. Island, Oklahoma, Nevada, Texas e Maryland (veja aqui).
Já  nos grupos missológicos, essas são as favoritas:
Essence of Latinas: Maryland, R. Island, NY, Texas e Lousianna
Grupo MU TM/Facebook: Michigan, Maryland, Nevada, Oklahoma e Texas
Missosology: Maryland, Texas, R. Island, N. Carolina & Oklahoma
Eye For Beauty: Maryland, Texas, Oklahoma, Alabama & Lousiana

Favoritas do Misses in Focus: 
Fortes para a coroa: Georgia, Colorado, Nevada & Ohio
Coroa eventual: Indiana, NY, N. Carolina, Michigan, Oklahoma, R. Island & Maryland
Coroa improvável, mas não impossível: N. Dakota, Florida, Mississippi, Arizona & Kentucky

Um comentário:

  1. Não achei fraco o concurso, todas as misses eram belas, ao vivo devem ser mais bonitas ainda, escolha correta dos EUA, que serão Top 5 de novo no Miss Universo, e ainda alguém vai dizer: - Americana ficou no Top por "peso de faixa", mas não vê que o Miss USA todas as misses são ultra preparadas.

    ResponderExcluir

Poste aqui seu comentário.